"Os mais excitantes contos eróticos"

 

A amiga e o jardineiro


autor: odeflor
publicado em: 01/07/17
categoria: jovens
leituras: 2686
ver notas
Fonte: maior > menor


Estava com 16 anos na época tinha uma amiga inseparável e meio maluca onde fazíamos quase tudo juntas, estudávamos juntas, saímos juntas para os bailinhos nos finais de semana, enfim onde estava uma estava a outra, coisas de adolescente.

A mãe dela foi viajar as presas resolver um problema de família e o pai estava trabalhando então ela me convidou para fazer companhia já que ia ficar sozinha e a tarde depois da aula a mãe dela tinha marcado a tarde com um jardineiro para cortar umas plantas que estava atrapalhando no quintal e devido a urgência da viagem não consegui desmarcar então deu a sugestão de me chamar para fazer companhia e assim não ficar sozinha com o jardineiro que era conhecido da família mas a mãe dela achou melhor ter mais alguém com ela.

Estudávamos de manha e o combinado era depois da aulas a gente ia direto para a casa dela almoçar e esperar o jardineiro depois fazíamos um trabalho de geografia que estava atrasado. Almoçamos e nada do jardineiro chegar achamos que a mãe dela tinha conseguido desmarcar então fomos fazer o trabalho, como já era quase duas horas achamos que o jardineiro não vinha mais. Então como estava calor resolvemos trocar de roupa para ficar mais a vontade e continuar fazendo o trabalho.

Minha amiga colocou um short bem curto aparecendo até a polpinha da bunda e uma camiseta branca larga sem sutiã eu como não tinha levado roupa resolvi somente trocar a camiseta emprestar uma dela e tirar a da escola.

Ela era uma loira com a mesma idade minha 16 anos um corpo bonito seios pequenos mais durinhos que a gente brincava de apertar e dar beijinhos ela adorava eu já com um corpo de mulher seios médios para pequenos bunda grande coxa grossa. Quando trocamos de roupa e começamos a fazer o trabalho a campainha tocou para nossa surpresa era o jardineiro, bateu aquele desespero ia ter que atender o homem com aquela roupa de usar dentro de casa ou trocar mas ela resolveu ir assim mesmo e atender ele. O nome dele era Pedro.

Amiga- Sr Pedro boa tarde pensei que o Sr não vinha mais desculpe minha roupa, minha mãe não esta mas acho que ela já acertou com o Sr o que tem para fazer.

Sr Pedro- Acertou sim eu demorei que apareceu um imprevisto, mas já resolvi e não esquenta com a roupa coisa bonita tem que ser mostrada.

Amiga – Há seu Pedro assim o Sr me deixa com vergonha, entra vou mostrar as coisas e o Sr fica a vontade.

Ele entra, ela fecha o portão e vai na frente ele só de olho na bunda dela, eles não me veem mas eu consigo ver através do vidro da janela da sala.

Amiga – Pode começar por aqui a tomada para ligar a maquina esta na cozinha o Sr já trabalhou aqui sabe como é, se quiser agua café é só pedir vou estar na cozinha estudando com uma amiga.

Consigo ouvir eles falando de longe até o momento que ela se despede e entra na cozinha.

O Sr Pedro e um homem de meia idade cabelos grisalhos um corpo malhado devido ao seu serviço educado boa aparência e falante também. Minha amiga entra falo para ela

Eu - O jardineiro não tirou o olho da sua bunda, deve ter ficado de pau duro e sua blusa esta transparente consigo ver o bico de seus seios.

Ela pega da uma olhada no seus seios e faz o sinal com a cabeça que não esta nem ai e voltamos a fazer o trabalho e nisso passa uma meia hora o jardineiro entra na cozinha onde estávamos para ligar a maquina e pedir um pouco de agua e fala.

Sr Pedro – Moça me arruma um pouco de agua pode ser gelada, esta estudando com sua amiga, isso mesma estuda bastante moça bonita tem que estudar para arrumar um bom casamento, tenho uma filha na idade de vocês mas só quer saber de ficar namorando qualquer dia arruma uma barriga.

Amiga – Há seu Pedro namorar e bom deixa ela namorar a vida é curta.

Sr Pedro – Namorar mas ela esta indo muito além, esses dias a mãe dela pegou os dois pelados no quarto dela.

Amiga – Sexo é bom também é só usar camisinha e riu.....

Fiquei de boca aberta com minha amiga e aquela conversa com o jardineiro, nisso ela levanta e vai até a geladeira pega uma garrafa de agua e leva até ele com um copo e o serve. O jardineiro fica olhando ela meio tímido mas não deixa de observar o seu corpo. Como estou de lado consigo ver um volume na calça o tarado estava de pau duro de ver minha amiga.

Sr Pedro – Muito obrigada menina você é educada e linda ainda mais com essa roupa, fico até sem jeito de olhar mas a carne é fraca, deixa eu ir trabalhar.

Nisso ele deixa o copo em cima da mesa e sai, olho para minha amiga ela esta dando risada.

Eu- Que isso vai matar aquele jardineiro, ou ele vem aqui e agarra a gente.

Amiga- Até que não é uma má ideia, imagina ser chupada por um senhor desse bonitão fiquei até com tesão em ver ele olhando e me desejando, mas vamos voltar ao trabalho.

E voltamos e minha amiga ficou impressionada com o jardineiro e me falava, imagina aquele homem com as mãos ásperas fortes alisando sua bunda seus seios seu corpo e assim ficou fantasiando, quando já era quase 17 hs terminamos o trabalho minha amiga resolveu brincar com o jardineiro achei perigoso vai que ele nos agarra.

Amiga – vamos fazer um café e convidar o Sr Pedro para tomar ai a gente fica provocando ele para ver o que dá.

Eu – E se ele conta para seus pais, e se ele nos agarra.

Amiga – Eu digo que é tudo mentira invenção dele, se agarrar a gente brinca você tem medo de homem.

E assim preparamos um café minha amiga ficou mais a vontade ainda, eu também resolvi entrar na brincadeira e coloquei uma shorts dela também curtíssimo e assim chamou o jardineiro.

Amiga - Sr Pedro vem tomar um café, lava as mão e vem já esta na mesa.

Logo ele veio e disse que já estava terminando o serviço só faltava limpar o local e já ia embora mas resolveu tomar o café, entrou sentou na mesa e ficou olhando as duas, minha amiga resolveu servir ele na mesa para deixar ele louco ia passar as coxas nele abaixar para mostrar os seios, aquele senhor nunca deve ter visto um seios de adolescente durinho na sua frente. E assim ela o fez serviu o jardineiro passou suas coxas na perna dele abaixou para pegar algo na mesa e deixou os seios a mostra eu estava na pia só olhando aquela cena como já disse com um shorts curto e enfiado na minha bucetinha coxas grossas a mostra o homem ficou louco não sabia o que fazer achou muita areia para seu caminhãozinho, minha amiga ao terminar de servir sentou do outro lado da mesa e começou a conversar com ele.

Amiga – Sua filha tem a nossa idade é parecida comigo ou com ela, para o senhor qual das duas é mais gostosas.

O jardineiro não sabia se tomava o café se olhava em nós se levantava e ia embora mas resolveu responder a pergunta.

Sr Pedro – Assim vocês mata o velho eu estou ficando até vesgo de ver isso, não consigo nem tomar o café direito não faça esse tipo de pergunta, não faça isso comigo.

Amiga - Então vamos dar uma voltinhas aqui na cozinha para o Sr ver direito qual é mais parecida.

Levantou da mesa e começou a andar na frente daquele senhor e depois me chamou e falou para fazer o mesmo, olhei para aquele homem ele estava imóvel só olhando para nossos corpos, me aproximei e falei

Eu – Ela é morena ou loira tem umas coxas dessas ou mais fina e mostrei minhas pernas a ele.

Minha amiga aproximou levantou a blusa mostrou os seios e falou

Amiga- Seios assim igual ao meu ou morenos igual a dela.

Sr Pedro – Mão faça isso já estou com vontade de agarrar as duas e chupar vocês todinha deixa eu ir embora para não dar problema a ninguém e guarde esse tesão de vocês para os namoradinhos sortudos.

Misso minha amiga tira a blusa joga do lado e fala.

Amiga – Vem Sr Pedro chupa gostoso esse peitinho vem, ele é todo seu agarra chupa.

Aquele homem levantou da cadeira e foi em direção a porta para sair do local deixou as duas ali olhando uma para outra, na porta ele parou pensou e voltou.

Sr Pedro – Suas gostosinhas vocês querem ser chupadas por um homem mais velho então eu vou chupar mas quero comer uma bucetinha também e gozar dentro.

Fiquei preocupada mas era tarde para se arrepender ele caminhou em direção a minha amiga chegou próximo agarrou ela tirou sua blusa e começou a chupar seu seios com muita vontade parecia que nunca tinha chupado um seios e com a outra mão começou a tentar abaixar seu shorts que conseguiu deixando ela só de calcinha minha amiga brigava tentava sair mais queria ficar recebendo aqueles chupadas nos seios e esfregava sua bucetinha na coxa dele.

O Sr pegou ela e foi arrastando para a sala sem tirar a boca do seios, eu fiquei sem saber o que fazer mas com muito tesão olhando e esperando minha amiga dizer algo para eu gritar chamar a policia sei lá qualquer coisa para impedir aquilo. Mas não foi necessário minha amiga se entregou aquele homem rustico com mão ásperas que ela tanto estava querendo sentir. Deitou ela no sofá e começou a chupar seu corpo e dizer algo no seu ouvido que não sei o que era mas minha amiga estava concordando e deixando seu corpo ser explorado por ele.

Sr Pedro – Vem aqui morena quero chupar você também tira sua roupa e deita no sofá aqui do lado quero as duas.

Nisso ele levanta e começa a tirar a roupa, minha amiga me chama vem tira sua roupa ele vai chupar nos duas, ela tira a calcinha joga de lado ai pude ver sua bucetinha toda depilada lisinha, fiquei com medo mas amiga é para essas coisas resolvi entrar na brincadeira tirei minha blusa meu shorts e calcinha e fiquei em pé na sala e minha amiga deitada no sofá e o jardineiro agora sem roupa com o pinto já duro caminhando na direção da minha amiga e ajoelhando do lado do sofá e olhando para min.

Sr Pedro – Vem morena deita aqui também quero beijar chupar esses corpinhos lindos e depois quero apenas uma prefiro você morena mais forte rabuda aquenta mais, olha que seios lindo nunca vi um assim.

Nisso caiu de boca na buceta da minha amiga desceu para coxas beijou as pernas ela gemia apertava as coxas pedia para parar acho que era só charme o que ela queria era ser penetrada por ele. Eu então aproximei ele passou a não na minha coxa e bunda era realmente gostosa aquela não de jardineiro alisando meu corpo, ele levanta o seu pinto duro fica na altura e entradinha da minha bucetinha começo a ficar preocupada com uma penetração quando sinto a mão da minha amiga pegando o pinto e batendo uma punheta para ele enquanto chupa meu seios e eu aliso sua cabeça e querendo mais, misso ficamos uns minutos nessa posição ele chupando meu seios em pé minha amiga batendo uma punheta a ele, logo sinto ele contorcendo e gozando espira porra nas minhas coxa na mão dela no sofá no chão, aquele homem gozou igual a um cavalo será que nós era as eguinhas dele “risos”.

Sr Pedro – Vocês me deixam louco de tesão esses corpos durinhos lisinhos não aguentei e gozei agora eu quero foder dentro e quero que seja na morena.

Nisso o telefone toca nos assustamos e paramos minha amiga atende era a mãe dela dizendo se estava tudo bem em casa, que ela já estava voltando daqui uma hora chegaria, assim que desliga o telefone nos avisa que a mãe estava chegando terminou tudo ficamos desesperadas o jardineiro colocou a roupa rápido e a gente tratou de limpar a bagunça. E assim foi essa aventura maluca que ainda bem que tocou o telefone senão aquele homem ia acabar me comendo e eu ia gostar.

Depois disso ele tentou entrar em contato varias vezes com minha amiga para continuar o acontecido mas ela não deu mais bola. Coitado ficou só na metade, quase conseguiu “Risos”.





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.