"Os mais excitantes contos eróticos"


Meu Diário 1: Procurando Novas experi


autor: gallega
publicado em: 23/07/17
categoria: virgindade
leituras: 1000
ver notas
Fonte: maior > menor


Vou tentar descrever como comecei a fantasiar e ter uma vida sexual ativa, nao vou lembrar de tudo,
as mais picantes lembro com certeza e vou tentar chegar aos dias atuais e espero desperte algo que os
levem a muitas experiencias deliciosas.
Oi pra todos meu nome é Josiane, sempre gostei de fazer travesuras e na minha juventude nao foi
diferente gostava de chamar a atençao dos garotos com roupas que hoje vejo um pouco até vulgares mas gostava de ser uma piriguete ser olhada e desejada até me fazia de difícil mas gostava de ser agarrada e também trassada.
Perdi minha virgindade cedo e nao por acaso ou de falta de experiencia e sim porque queria tinha inveja das amigas que nao eram mais virgens e escutava as historinhas delas e me via no lugar delas. Tinha 15 anos e ele tambem, hoje vejo que foi normal e nao foi tao difícil como diziam, aconteceu em uma festinha de amigas no quarto de uma delas, fiquei um tempinho com ele e rolou mas algumas vezes, agora uma coisa que nao sei se éra vontade ou desejo, na terceira vez já comecei a me soltar e já desejava fazer sexo oral, gostei de botar na boca e parar quando estava
satisfeita, depois conheci outro garoto aconteceu mas algumas vezes e confesso que teve outros
e já tentava mostrar uns truques mas era coisa da época.
Nos meus 17 anos namorei um garoto mais tempo seis meses e nao mudou muito eu tentava inovar, mas eles pensavam em
outras coisas, também nao sei oque era, mas fazer sexo inovador que me surpreendece isso eu tinha certeza que nao
era, oral as vezes só eu fazia porque gostava e muito, nao sei se rolava algum comentario entre eles mas nao me achando apesar de ser acho eu, bonitinha corpinho sempre esbelto, nas praias com biquines cada vez
menores, pois era desejada por alguns, e até dava pra escolher rsrsrsrsr.
Mas quando estava pra chegar aos 18 anos eu acho que ali comecei minha vida de prazer no sexo. Estava em uma
festinha daquelas das amigas e amigos bem movimentada por sinal estava sozinha sem namorado e percebi alguem
me fiz, mas dei uma olhada que basta conhecer que percebe que pode rolar algo, depois de um certo tempo ele se
aprximou se apresentou e conversamos até rolar um beijo que pela sua mao na minha cintura notei algo diferente
e cada vez que nos beijavamos mas ele me puchava contra ele e eu adorando a pegada e sempre me falando coisas
agradaveis como: que beijo que abraco essas coisas, mas nao sabendo ele que eu que estava deslumbrada com ele
me pegando daquele jeito mas nao demonstrava sei me segurar mas nao sabia até quando. Saimos dali e era noite
fomos a um lugar com pouco menos movimento trocamos caricias e beijos mais intensos e sempre me apertando contra ele até sua perna ficar entre as minhas coxas e ficar roçando em mim eu ficando com uma temperatura mais elevada mas me
segurando. Quando era umas 2 da manha me convidou pra me levar embora e eu já aceitei sem pensar muito e fomos de
carro pra outro lugar que nao era minha casa e sim um tipo de estacionamento que nao conhecia, parou e voltamos
a nos beijar, e os toques eram mais intensos até suas maos irem mais além e me tocar intimamente. Estava tentando
me segurar mas nao deu me soltei e também toquei ele de forma de desejo ele nao parava de me beijar e comecava a
tirar minha roupa nao demorou e estava sem o top e comecou a tocar meus seios já a mostra me botou no colo dele
e pois a boca em um deles eu segurava sua cabeca e fazia ele botar a sua boca nos dois ele foi abrindo meu
shortinho e logo tirou ele e já estava só de calcinha até sem eu perceber já estava completamente nua. De novo por
cima dele, ele com suas duas maos na minha bunda puchava contra ele abrindo ela e com um dos meus seios na sua boca
eu nesse momento já tinha perdido a nocao de tudo só pensava no momento. Derrepente ele saiu de baixo de mim e
me pos de quatro entre os bancos com os joelhos nos da frente e os bracos no traseiro ele foi pra traz de mim
e comecou a me passar a lingua na minha xota que estava no estado de lubrificação acima do normal e logo senti
ela entrar em mim abria minha bunda com as maos e enfiava a lingua dentro ,nossa eu estava com muito tesão queria
tudo e algo mais. Entao comecou oque eu nao esperava foi com sua lingua no meu cuzinho pra mim um susto pois
ninguem tinha chegado ali ''esses garotinhos'' falo isso porque esses novinhos nao tem criatividade porque
vocez já vao saber porque, entao ele comecou a passar a lingua e me soltei pois era uma delicia de sensação e as tocadas eram cada vez mas forcadas notei que queria botar sua lingua lá dentro me mandou botar minhas maos
na minha bunda e abrir ela eu com o rosto colado no banco ele só dizia bem baixinho -abre a bunda amor abre, abre,
abre, eu só obedecia e sua mao foi para a minha xota que me acariciava ela e pos um dos seus dedos dentro dela e
eu abrindo minha bunda para ele colocar sua lingua no meu cuzinho já queria ela dentro pois a sensação era de
desejo o dedo dele entrava e saia e a lingua queria entrar eu tentava morder o banco foi quando nao guentei
e aconteceu, o maior orgasmo, maior tesão, maior gozo, entendao como quiserem eu suava me arrepiava uma
sensação sem igual. ele ainda de roupa tirou sua calca camisa e falou -vem sua vez de me mostrar oque sabe e
botou seu pau a mostra que por sinal era um quanto maior do que já tinha visto mas nao asustador. Eu nao poderia
decepcionar mas também nao iria mostrar que gostava ''digamos degustar''um pau na boca e sem me afobar peguei na
na mao botei na boca e chupei como nunca com vontade socava pra ele e nao tirava a boca segurava as bolas e
entrava e saia da minha boca até chegar oque também ele queria, gozar e quando veio nao tirei a boca e tentei
pegar oque pode encheu minha boca, com a boca cheia abri a porta do carro e guspi fora pois ainda nao
tinha chegado a fase de engolir que chegou nao muito tempo depois e até hoje as vezes tenho que
desfrutar de uns hormonios. Depois de voltar do paraiso conversamos ele me pergunto se tinha gostado
e outras coisas, nao precisa eu dizer pra vocez né. Mas eu queria tirar uma duvida porque ele nao me penetrou
e coisa e tal, e ele me respondeu
-Olha eu até queria mas eu queria muito mais e acho que nao era o momento
-mas oque faltou ? perguntei
-olha teria que ser completo e desejava sua boca sua xotinha e sua bunda que é uma delicia
-porque nao tentou ? perguntei
-sei que virgem você nao e procurei saber de você e acho eu que nunca tentaram e pra ter uma experiencia que você nao goste e nunca mais queira ter, melhor nao mas poderiamos tentar se você treinasse fose a sex shop
compra algo treine e ai você vai ver oque é bom de verdade.
Nao me extendendo muito pois conversamos mais fomos embora mas aquilo pra mim foi como um desafio lançado
e nao esquecia queria muito mas a um sex shop nao iria pra comprar um penis de borracha, tinha vergonha de
ir lá, o que iriam pensar eu dizia pra mim a mulher nao tem homem ...
Uns dois dias depois fui a um supermercado e comprando umas coisas vi algo que me deu uma ideia até parecido era, mas já contei pra alguem e até riram de mim, entao cada um imagine oque quizer o que eu vi e comprei, se me perguntarem por email até conto, era pequeno pois iria comecar fui também a uma farmacia e comprei um gel a noite no quarto tentei e uma coisa eu
digo experiencia propria sexo anal tem querer e ter vontade de dar, pois é mais de meio caminho andado tem
que ter um certo desejo por fazer e botei devagar e entrou era pequeno claro mas sem dor alguma, no outro dia
comprei outro no outro também e fui aumentando o tamanho depois de uns dias nao via a hora de anoitecer, até teve
um dia que eu falei que iria dormi a tarde mas era desejo tava viciada algumas noites levava mais de um pra
simular dois ou trez caras, nossa oque nao se faz por um desejo, mas resumindo fiquei acho eu quase uns trinta dias
e o cara onde estava sempre mantiamos contato e eu dizia que estava treinando e ele me dava forca e falava umas
coisas que me exitava cada vez mais, mas chegou o dia e marcamos pra sair eu até estava nervosa sera que daria
certo , mas ao mesmo tempo ansiosa em dar e receber um prazer diferente.
Fomos a um motel que por sinal adoro moteis rsrsr, tomamos algo e comecou os beijos de saudades e nao
demorou pra eu ficar a vontade ele foi tirando sua roupa e ficou nu, bem diferente do último encontro,
se encostou na mesinha e disse vem ele e'todo seu já me baixei e fui botando na boca até ele sentir que estava
bem duro e me levou pra cama me pos na mesma posicao de quatro e meteu sua lingua na minha xota deixou umida
e comecou a passar seu pau nela e já colocou ali nao tinha problemas de tamanho guentava facil hoje vejo que
nao era muito, mas na epoca era, começou a entrar e sair eu loca de tesão pois queria aquele pau em mim já fazia tempo, nao demorou e começou a passar gel no que ele queria eu também mas com um pouco nao de medo,
curiosa e foi colocando um dedo e fodendo minha xota molhada de tesão e foi tentando e pôs dois passava gel
e fazia movimentos circulares eu loca pra gritar, tirou o pau e pediu pra eu deitar e me pôs de lado na cama
''olha essa é a melhor posição pra quem esta começando acreditem experiencia propria rsrsrs'' passou mas gel e
passava seu pau na entrada mandou eu abrir minha bunda com umas das maos e foi tentando botar e entrou
acredito eu, só a cabecinha com um vai e vem devagar e sintia que estava entrando mais com um leve
ardume, mas estava gostoso muito melhor que nos treinos, bem mais macio e foi ficando mais rapido e acelerou
nossa a sensação era de gritar mas de prazer ele acariciando minha xota o tesão era de mais ficamos em tempo
assim e me mandou ficar de quatro outra dica que ele me deu ''mude de posicao mas nao deixe sair de dentro''
e foi oque fizemos me botou como ele queria fui empinando cada vez mais ele empurrando minha cintura pra
baixo e o tesão era enorme até ter meu primeiro orgasmo sendo enrrabada de verdade e já comecava a pedir
mais e mais -me fode, me fode, fode minha bunda fode, fodemos até ele falar -vou gozar nesse rabo amor,
eu já fora dos meus pensamentos sódizia goza, goza, goza e nao demorou muito pra ele fazer oque queria,
olha eu estava me sentindo a mais perva de todas fiquei deitada na cama até ir tomar banho depois
dele e fomos embora trocamos uns assuntos e me deixou em casa.
No outro dia só pensava naquilo e sem muitas duvidas já queria tudo de novo, liguei pra ele para dar um oi, mas na verdade
estava querendo saber quando seria a proxima vez, esperava ele me convidar. E no outro dia ele me ligou
perguntando se eu queria sair eu disse que sim e saimos e me levou direto pra outro motel e comecou tudo
de novo, ele me abracando nos beijando e ele logo tirando a roupa pegou minha mao e botou no seu pau e
me forcou pra eu me baixar. O que ele nao sabia que eu amava chupar um pau e coloquei na boca para me fartar
novamente quando estava bem duro me pos de frente na cama e foi a vez dele em me fazer contorcer naquela
lingua até comecar a foder minha xota, notava que estava mas agressivo com as enfiadas, mas estava adorando
depois me botou naquela posicao de lado, um gel e colocou no meu cuzinho devagar mas já acelerava eu
loucamente apaixonada por ele e seu pau que me levava a loucura, nao demorou e me fez ficar de quatro e
me fodeu mais rapido nossa era muito bom aquilo e nao esquecendo de seus dedos acariciando minha xota eu gemia
queria gritar e de novo veio a sensação deliciosa de ter mais um orgasmo com aquele pau no meu cuzinho e
que já estava ficando viciada por aquele pau, ele notou minha tremedeira e fez algo a mais, que no estado que
estava nao registi, tirou do meu cuzinho e pos na minha boca. Da xota pra boca já tinha acontecido mas era
novidade pra mim e chupei com muito tesão,
porque quando se apaixona a camisinha some e mandou eu guspir no pau dele e voltou a colocar no meu cuzinho
que já empinei pra ele, me puchou pra beirada da cama e ele de pé me fodeu ainda mais
rapido, tomei de quatro querendo mais e mais pois quando e bem feito a sensação é otimaaaaa.....Chegando
a ora dele em gozar me perguntou -onde quer essa porra amor eu sem duvidas falei -onde você quiser,
repetia muitas vezes e ele disse - olha que vou querer na sua boca, eu disse - vem, vem entao, tirou seu pau de mim me puxou pro chao sentada com a cabeca apoiada na cama e botou na minha boca
e parecia querer foder ela e o fez até gozar dentro dela, segurava minha cabeça e foi impossivel nao ter
engolido alguma coisa, era outra novidade pois ainda nao tinha engolido e o gosto nao era ruim, fui obrigada a admitir e falar pra ele que tinha
adorado tudo aquilo que ele era de mais, por isso que futuramente iria querer sair com caras mas velhos pois
derrepente era isso que faltava nos garotos mais novos mas depois eu conto.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.