"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Minha mulher foi comida por dois vizinho


autor: paulomarcos
publicado em: 01/12/15
categoria: hetero
leituras: 10130
ver notas
Fonte: maior > menor


Somos, eu e minha esposa, um autêntico casal sem vergonha, pois gostamos de transar a três ou a quatro, mas principalmente de ver o parceiro transando com outras pessoas. Foi o que aconteceu neste episódio, que vou narrar par vocês. Explico melhor: Acabáramos de comprar um sítio, em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Um belo dia, combinamos, eu e minha mulher, que ela transaria com um vizinho nosso, personal trainer numa academia, que, desde que nos mudáramos, vivia olhando minha mulher de biquíni quando ela tomava banho de mangueira no nosso jardim. Mas, combinamos que ela diria para o Paulo (assim se chamava o tal vizinho) que eu há muito tempo que não comia ela, que deitava na cama e dormia, que eu não ligava mais para ela, e que ela estava a fim de dar o troco, transando com ele, e me botando o maior chifre. E não é que o camarada entrou nessa? O que nós não contávamos é que o Wilson, que morava num sítio vizinho ao nosso, e que ela dizia que era seu primo (?), fosse entrar na brincadeira. E eu, da janela do nosso quarto, observava tudo, enquanto tocava duas belas punhetas seguidas, tal o tesão que fiquei com a cena que passo a descrever.
Vocês vão ver que tive razão para tal. Primeiro, o Paulo veio com uma conversa mole, enquanto cantava e alisava minha esposa. Ela fingia, só fingia que não queria. Depois, surpresa!, chegou o Wilson, e aí foi mais diretamente ao ponto. Saiu para buscar uma toalha para forrar a grama, estendeu-a e aí começou a sacanagem.
Deitada na grama, ela foi sendo chupada na xota pelo Wilson, enquanto abocanhava gulosamente a pica do Paulo. De vez em quando, tocava uma punheta nele. Em seguida, eles mandaram que ela ficasse de pé e chupasse as duas pirocas juntas. A puta da minha esposa fazia tudo sem reclamar. Depois, ela tirou a blusa, mostrando os enormes peitos, e se virou para o Paulo. Este comia a boceta dela por trás, enquanto o pau do negão era chupado. De vez em quando ela tinha ânsias de vômito, pois o pau de Wilson, de tão grande, maior que o do Paulo, lhe chegava no fundo da garganta, como ela me contou depois. Vez por outra, ela gritava palavrões, enquanto era fodida pelos dois machos. Então, o negão se deitou e obrigou minha esposa a se sentar na sua pica enorme, enquanto ela chupava o pau do Paulo, que lhe dava uns tapas na cara. Wilson, então, mudou de posição, e passou a comer ela por trás. Ela gemia e urrava sob a poderosa pica do negão.
E então veio a melhor parte: minha querida mulherzinha, que adora dar o cu, começou a ser enrabada pelos dois homens! Primeiro, foi o Paulo, enquanto ela chupava o grosso membro do Wilson. Depois, veio a vez do Wilson, e finalmente ela sofreu uma dupla penetração: enquanto o Paulo comia sua linda boceta, o Wilso não lhe enfiava toda aquela pica negra pelo rabo! Como eu já havia percebido das nossas transas, minha mulher gosta mais de dar o cu do que a boceta! Que safada!
Em seguida, inverteram as posições. Finalmente, vi os dois se acabando de esporrar, um nos fartos peitos dela, o outro derramando seu precioso líquido na boquinha gulosa dela. Eu, pelo meu lado, me acabava numa segunda punheta e gozava fartamente. Quando voltou para casa, toda alargada e melada, minha esposa me contou tudo, com detalhes. E eu, como corno consentido, adorei!
Se quiserem mais relatos nossos, avisem!




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.