"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Um é pouco, dois é bom, trê


autor: Ceci
publicado em: 08/04/16
categoria: grupal
leituras: 5655
ver notas
Fonte: maior > menor


Oi, meu nome é Ceci, vou contar a vocês o dia em que perdi o cabaço do meu cú com uma DP incrível. Tenho 23 anos, baixa, 65 kg, cabelos pretos longos, tenho um corpo bem brasileiro, bunda grande, pernas grossas e boca carnuda
.
Estava viajando com um amigo chamado Pedro, mais velho q eu super atraente, branco forte, costas largas e uma mão que quando me tocava já me deixava e êxtase com a bucetinha piscando de prazer, ele sabia bem o que fazer.

Fomos um dia mais cedo do que todos para poder aproveitar a casa livre, na estrada quase chegando à cidadezinha decidi começar a beber e depois de algumas doses já estava tarada, sem querer esperar comecei ali mesmo, com ele dirigindo, fui acariciando seu pau por cima da roupa e ele rapidinho já foi abrindo a bermuda e colocou aquele cacete delicioso para fora, cai de boca e senti crescendo aos pouco, em segundos aquele pau enorme e duro já estava na minha garganta, a cada chupada minha ele ate perdia o controle do carro, em pouco tempo já estava sentindo aquele jato quente e delicioso enchendo a minha boca, engoli aquela porra deliciosa e deixei o cacete dele limpinho. Não via a hora de chegar na casa, minha bucetinha já doía de tanto tesão.

Antes de chegar ele ficou falando que queria comer meu cuzinho, ainda virgem, e eu desconversava porque o pau dele era muito grande e eu tinha medo de não aguentar.
Enfim chegamos na casa e quando eu abri a porta com as malas na mão tomei um susto tinha um homem lindo forte e pelado na minha frente, consegui ver seu pau e aquela imagem não saia da minha cabeça. Era o irmão do Pedro, Caio q não era bobo notou que direto eu olhava na direção do pacote do Caio, quando guardamos tudo Caio nos entregou uma taça de vinho e fomos conversar e é claro q a conversa foi pro lado sexual, Pedro toda hora me tocava de forma indecente e meu tesão foi só subindo, Caio falou que eu era muito gostosa e queria me fuder, pedindo desculpas para o irmão pelo comentário. Pedro muito safado já foi me tocando e percebeu q por mim tudo bem, e já foi tirando minha blusa, Caio era um tesão claro q eu não reclamei, e veio me tocando e chupando meus mamilos que já estavam duros já tinha tempo com todo aquele papo .
- Irmãozinho aproveita q essa mulher é muito gostosa, quero ver você fudendo ela hoje. Não é meu bem você gosta não é? – Disse Pedro já tirando meu shortinho.

Eu adorei aquilo tudo e quando Caio tirou a roupa e vi q era de família, que pau enorme, ainda maior q do Pedro, cai de boca na hora minha mão nem fechava e assim q senti a língua do Pedro na minha bucetinha chupe Caio com mais vontade ainda. Gozei muito rápido e minhas pernas ficaram bambas nem conseguia ficar de pé. Caio deitou no sofá e eu sentei devagar naquele cacete gigante, sentia entrar devagar quase me rasgando, doía um pouco, mas logo relaxei e galopava com tudo e sentia aquele pau indo fundo, minha bunda estava pra cima e de repente Pedro veio com tudo e com força enfiou todo o seu pau no meu cuzinho agora não mais virgem, quase desmaiei de dor e tentei sair dali mais Pedro ficou em cima de mim me segurando e eu não conseguia me mexer, ficamos parados ali e eles me falando pra acalmar que logo a dor ia virar prazer e não é que eles estavam certos, depois de algum tempo já estava relaxando e Pedro começou a bombar devagar e aquele dois cacetes enormes dentro de mim foram me dando cada vez mais prazer, depois de um tempo eu já estava gritando:
- Mais forte, fode gostoso esse cuzinho virgem.

Eu gozei loucamente nem conseguia me mover, me colocaram de joelhos e gozaram na minha cara. Fomos pra um dos quartos q tinha uma banheira grande e ficamos lá tomando banho relaxando e conversando. De manhã o pessoal começou a chegar e eu fiquei só na vontade de outro momento como aquele.
No domingo Caio veio se despedir e todo tarado e disse: -“Na próxima vez quem vai comer seu cuzinho sou eu, se prepara.” Não sei se vou aguentar, mas já estou louca de tesão esperando por isso. Mas essa já é outra historia.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.