"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Marcelo & Sonia 011 – Amante do Casal


autor: MarceloDias
publicado em: 21/05/16
categoria: traição
leituras: 6377
ver notas
Fonte: maior > menor


Marcelo & Sonia 011 – Amante do Casal 1

Em casa, no nosso quarto, me beijando e segurando meu pau duro, Sonia contou tudo que aconteceu na casa de Alda, como ela usou o envolvimento dela com Cléia para comer ela, que ela sentiu uma atração louca por Alda, como Alda fez ela dar para o marido, Sonia falou do tamanho do pau do Neiva, que teve que chupar e que ele comeu a boceta e o rabão dela na frente de Alda.

Sonia estava com medo deles comentarem com alguém. Eles conheciam vários amigos e parentes nossos. Apesar da situação delicada, falei que eles não iam contar. Sonia falou que era melhor eles não saberem que eu sabia de tudo e concordei com ela.

Naquela noite metemos gostoso até tarde. Sonia estava cheia de fogo, chupou com vontade, pediu pica, oferecendo o rabão, dava para ver que ela tinha sido comida, Neiva tinha deixado ela larga, meu pau entrava todo, eu provocava, falando que ela estava arrombada, Sonia gemia falando que o Neiva que tinha deixado ela daquele jeito. Que ela estava assim, porque eu deixava ela dar para qualquer um. Que eu fiz ela virar puta. Que eu era corno. Eu metia forte nela. Gozamos gostoso aquela noite.

No dia seguinte, Sonia me ligou no trabalho cedo, falou que Alda tinha chamado ela para ir na casa dela. Eu e Sonia sabíamos o que ela queria. Aquilo me deixava doido e eu sabia que Sonia estava doida para ir. Vai querida, falei, doido para ela ir. Eu vou, ela disse. Você vai me contar tudo? Perguntei. Vou amor, eu não escondo nada de você, eu conto tudo que eles fizerem comigo.

Sonia se arrumou, colocou uma sandália, uma calcinha pequena e um vestido muito justo e curto. Chegou na casa de Alda no horário combinado e subiu. Alda abriu a porta nua com um sorriso. Sonia olhou o corpão dela. Ela entrou e Alda fechou a porta, abraçando e beijando Sonia na boca, sentiu Alda segurar sua bunda por cima do vestido. Alda olhou ela nos olhos, estava com saudade, falou. Só então Sonia viu Neiva, nu, segurando o pau duro e olhando as duas, Ele viu que Sonia olhava para o pau e se aproximou encarando ela. Passou a mão no rabo grandão dela, Sonia segurou o pau grosso, Ta com saudade da pica, ele falou, tô, muita saudade, Sonia disse. Neiva beijou ela na boca, Sonia se entregou ao beijo, abraçando o pescoço dele. Alda a abraçou por trás, encostando toda na bunda dela, Sonia ficou no meio do casal.

Alda tirou o vestido dela, ela ficou só de calcinha, Neiva continuou beijando os lábios grossos dela, Sonia segurava a pica grossa, ela não resistiu, ajoelhou e beijou a pica. Alda segurou os cabelos dela, fazendo ela engolir a pica, o pau invadiu a boca, Sonia foi engolindo a pica, chupando com vontade, Alda ajoelhou do lado dela e as duas chuparam a pica juntas, esfregando os lábios. Neiva exigia a boca das duas no pau, Alda mais acostumada engolia mais que Sonia. Neiva exigia que Sonia colocasse a pica toda na boca. Chupa, Engole tudo Sonia, ele mandava. Neiva olhou para a mulher. Olha como tua amiga gosta de pica, olha como ela chupa. Eu disse para você que ela tinha cara de piranha, que ela era igual a você, Neiva falou rindo. O Neiva sempre falou que você tinha cara de piranha. Sonia beijou Alda na boca, Vocês que me deixam assim, Alda riu, agora você é nossa piranha, não é, ela provocou, sou Alda, você sabe que eu sou. Sonia disse.

Alda e Neiva levaram Sonia para o quarto deles. Ele beijou a mulher na boca. Alda segurava a rola grandona do marido. Neiva levou a mulher para cama, ela deitou toda aberta e Neiva deitou em cima metendo o pau na boceta, meteu com brutalidade nela, castigando a boceta da esposa. Aaai ai Sonia olha como ele mete, ta arrombando minha boceta, ele mete assim desde que casou comigo. Aai aaai amor, mostra para Sonia o que eu aguento na cama. Alda falava descontrolada sendo comida com força.

Sonia beijou Neiva. Me come assim, pediu. Neiva sorriu, você quer levar pica assim, quero, Sonia disse. Neiva saiu da boceta da mulher e fez Sonia deitar toda aberta com a boceta arreganhada e montou nela, Sonia abraçou o corpo dele, a pica grande e grossa invadiu o bocetão, ele meteu com força, Sonia gemeu levando pica; chorou dando pro Neiva, sentia a boceta aberta e a pica toda dentro. Neiva castigou a boceta dela. Alda mandava o marido não ter pena dela, rasga a boceta dessa piranha, enfia tudo, amor, ela ta querendo pica. ela mandava. Sonia soluçava e gemia dando a boceta. Alda mamava os peitos dela, deixando ela ainda mais louca. Sonia implorava para ele botar tudo. Neiva botava com força. Sonia gozou com o pau atolado na boceta.

Ficaram abraçados, Sonia beijava Neiva, ele tirou a pica e Alda beijou a boceta dela e fez ela ficar de bruços, abriu as nádegas, Sonia empinou o bundão, Alda beijou o cu, Sonia gemeu, Alda chupou o cu, deixando Sonia desesperada, sentiu os dedos de Alda espalhando creme no cu, sabia que ia tomar no cu. Neiva montou nela, sentiu o cacetão forçar, gemeu alto quando o pauzão entrou. Põe tudo, Neiva, acaba comigo, me arromba toda, como você faz com a tua mulher, Sonia pediu. Neiva meteu a pica toda. Sonia chorou aguentando o caralho grosso dele, gemia alto, sendo comida sem pena. O pau entrava todo no cu, deixando ela larga.

Alda beijava ela na boca. Neiva foi bruto, enfiava forte, Sonia tomou no cu para valer. Neiva cravava tudo no rabão dela. Sonia se entregava toda, ai ai Neiva ai mete tudo no meu cu, você mete gostoso demais, enfia tudo, por isso que a Alda é louca por você, você come gostoso demais, eu quero tudo Neiva, me castiga, não tem pena, acaba comigo, eu quero fica arrombada, Sonia estava desesperada. Eu meto melhor que o Marcelo, ele provocava. Mete, você mete mais gostoso, teu pau é maravilhoso. Sonia falava sem pensar. Ela gamou na tua pica amor, Alda falou para o marido, puxando Sonia para cima dela e beijando Sonia na boca. Gostou da pica do meu marido, Alda provocou, gostei,eu adoro vocês dois, Sonia falou para Alda. Neiva continuou com o pau enterrado, comendo Sonia. Ela gozou tomando no cu, Neiva continuou comendo, ele acabou gozando enchendo o rabão dela de leite. Ficaram na cama a tarde toda, Sonia e Alda se beijavam, trocando caricias e sendo comidas por Neiva. Sonia voltou para casa acabada.

Uma manhã Alda ligou para Sonia e falou que um casal amigo deles que morava em Florianópolis veio visitar eles e ela queria que Sonia os conhecesse. Sonia não queria ir, Alda ficou insistindo e Sonia acabou cedendo. Ela me ligou apreensiva. – Vai só para conhecer, falei. Você acha que eles vão querer só me conhecer. Se eu for eu vou ter que dar. A Alda ta me chamando porque vai ter sacanagem. Ela disse. Eles devem ser de confiança, senão a Alda e o Neiva não iam deixar eles frequentarem a casa deles. Vai e vê o que acontece. Ela riu, eu vou, Sonia falou que ia na casa dela de tarde.

Minha mulher foi na casa da Alda de tarde, chegou as 15 horas, ela foi à vontade, com um vestido estampado muito curto. Alda abriu a porta para ela, usava um vestido de alça bem curto, decotado, mostrando as coxas grossas, Sonia entrou e Neiva veio falar com ela, Alda abraçou Sonia dando um selinho nela, Sonia esse é o Gilberto e a esposa dele Fabiana, Gilberto tinha 29 anos, 1.71 altura, 96 kg, era branco, cabelos curtos, rosto largo, gordinho, simpático. Fabiana tinha 25 anos, branca, 1.67 altura, 57 kg, cabelos pretos lisos nos ombros, rosto fino, olhos escuros, lábios grandes, seios pequenos, cintura fina, usava um vestido justo de malha. As pernas eram compridas e roliças, a bunda era redonda e empinada, Eles sorriram, Fabiana ficou olhando Sonia, bem que você falou Alda, ela é linda. Ela veio onde Sonia estava e beijou ela no rosto bem perto da boca, Sonia correspondeu ao beijo.

Neiva levou todos para os sofás, Gilberto sentou no sofá e Fabiana sentou abraçando o marido, Neiva fez Sonia sentar entre ele e Alda no outro sofá em frente ao deles. Ficaram conversando, Fabiana ficava olhando para Sonia o tempo todo. Sonia percebeu que Fabiana olhava pra ela com desejo. Alda não perdeu muito tempo e falou para todos escutarem. A Fabiana já agüentou a pica do meu marido igual você, Sonia. Gilberto sorriu, A Alda também já deu para o meu marido, Fabiana disse para Sonia. Alda beijou Sonia na boca na frente de todos, ela correspondeu.

Neiva pegou a mão de Sonia e fez ela segurar o pau por cima da calça, Fabiana levantou e foi até Sonia e abaixou, colocando a mão nos joelhos dela e olhando Sonia nos olhos, Fabiana beijou Sonia na boca, se beijaram de um jeito apaixonado, as línguas se esfregando. Fabiana beiju o pescoço de Sonia, sua boca desceu beijando os peitos por cima do vestido, Alda ajudou abaixando o vestido, deixando os peitões grandões nus. Fabiana esfregou a cara neles, colocando o bico grandão todo na boca, ela mamou os peitos de Sonia, fazendo ela gemer.

Sonia olhou para o sofá e Gilberto tinha colocado o pau para fora e se masturbava, O pau dele era menor que o do Neiva, tinha 18 cm e era bem grosso. Sonia ficou olhando ele se masturbar com a esposa dele mamando os peitos dela. Gilberto viu que ela olhava e acariciava a pica encarando Sonia, Neiva tinha colocado a pica enorme para fora, Sonia segurou e ficou masturbando a pica. Alda fez Sonia levantar e tirou o vestido dela, deixando ela com uma calcinha pequena que mal tapava a boceta.

Ela sentou no sofá com as pernas abertas e Fabiana acariciou a boceta, sua boca desceu até a boceta e beijou a calcinha, esfregando a cara no bocetão de Sonia, que gemeu quando sentiu a boca da garota na boceta. Fabiana puxou a calcinha deixando Sonia nua, Ela ficou olhando fascinada para a boceta grandona de Sonia, Alda sentada do lado delas olhava tudo acariciando a própria boceta. Tinha tirado o vestido e estava só de calcinha. Fabiana olhou para Alda, A boceta dela é gostosa demais. Alda beijou Fabiana na boca, chupa meu amor, você ta doida para chupar a boceta dela, Fabiana não disse nada, sua boca procurou a boceta, ela enfiou a cara no meio das pernas de Sonia e chupou com vontade, Sonia segurou os cabelos dela enterrando a cara de Fabiana na boceta dela, chupa querida, mata tua vontade, ela falou gemendo. Fabiana chupou com vontade, mamando a boceta grandona de Sonia.

Gilberto e Neiva tinham tirado a roupa. Gilberto ficou se masturbando, olhando a mulher chupar. Alda fez ele chegar perto. Sonia ficou olhando a pica grandona e dele, Gilberto encarou ela, Sonia encostou os lábios grossos na pica, ele segurou os cabelos dela e fez ela engolir a pica, Sonia chupou a pica dele, Gilberto enterrava a pica toda até o talo na boca dela, Alda incentiva ela a chupar, Fabiana tirou a boca da boceta dela e ficou olhando, Sonia olhou para ela, Fabiana beijou os lábios de Sonia, Gilberto segurou a cabeça da esposa e trouxe sua boca pro pau, ela chupou a pica do marido, dividindo com Sonia.

Neiva levantou com o pau duro. Fabiana abocanhou a rola e mamou de um jeito apaixonado. Neiva fez ela levantar e ficar de joelhos no sofá, apoiada no encosto, ele veio por trás e encostou a pica na boceta delicada dela, os lábios grandes se abriram, ele foi botando, Fabiana gemeu alto, Neiva foi enterrando, a boceta da garota foi engolindo o pirocão grosso, Neiva botou tudo na boceta dela, Fabiana falava para ele meter tudo na boceta dela, Neiva não teve pena, foi bruto com ela, meteu para valer, deixando Fabiana fora de si, ela gemia muito, de um jeito sofrido, mas, dava para ver que ela gostava de sofrer numa pica.

Gilberto se aproximou de Sonia e fez ela deitar no sofá com as coxas abertas e montou nela, metendo na boceta, Sonia sentiu a pica grossa invadir a boceta, gemeu, abraçando Gilberto, pedindo pica. Alda ajoelhou no sofá do lado dela e beijou Sonia na boca, Gilberto passou a comer Alda e Sonia, metendo na boceta das duas, Fabiana gozou dando a boceta, Neiva continuou comendo, castigando a boceta da garota. Gilberto não agüentou e encheu a boceta de Sonia de porra.

Neiva chamou Alda, pegaram Fabiana pelo braço e levaram ela para o quarto. Foram todos para o quarto. Neiva fez Fabiana ficar de joelhos na cama. Alda pegou o pote de creme e abriu a bunda dela, passando creme, Fabiana gemeu quando o dedo de Alda invadiu o cu, sabia que ia tomar no cu. Neiva montou nela e encostou a pica grandona no cuzinho, foi forçando, Fabiana gemeu quando sentiu o cabeção entrar, Neiva a segurou com firmeza e foi metendo o pau grosso no cu, Fabiana gemeu mais ele enterrou o cacetão todo, deixando ela doida, Fabiana tomou no cu chorando, Neiva arrombou o bundão dela, deixando ela larga, Ela gemia desesperada com a pica grande e grossa toda no cu.

Gilberto pegou Alda fazendo ela ficar de joelhos do lado da esposa e montou em Alda metendo a pica no bundão dela, Alda gemeu agüentando a pica toda no cu. Sonia subiu na cama e beijou Fabiana na boca, ela correspondeu, Alda abraçou Sonia e beijou ela na boca. Eu to doida para dar a bunda. Alda sorriu safada pra ela. Fabiana gozou gemendo alto com o pica enterrada na bunda. Neiva tirou o pau e encarou Sonia, ela viu que ele queria ela e abraçou Neiva, beijando ele na boca, ele levou ela até a parede e fez ela virar, passando a mão no bundão dela, Sonia sabia que ele queria o rabão dela e se apoiou na parede com as duas mãos, abrindo as pernas e empinando a bunda enorme para ele, Neiva abriu as nádegas fartas dela e encostou a pica grossa no cu, Sonia gemeu quando o pau entrou, Neiva segurou ela e meteu com força, botando tudo, Sonia chorou agüentando a pica grande e grossa. Neiva castigou o rabão dela, metia de um jeito bruto, Gilberto na cama continuava comendo Alda, Fabiana olhava o marido comer. Sonia gozou com o pau grosso todo no cu.

Neiva continuou metendo deixando Sonia larga. Ela gozou de novo dando a bunda para ele, só então Neiva encheu o rabão dela de leite. Fabiana veio até ela e beijou Sonia na boca, ficaram abraçadas roçando as bocetas, Sonia deitou ela na cama, abriu as pernas dela e chupou a boceta, deixando Fabiana louca, ela se abria toda para Sonia oferecendo a boceta, esfregando a boceta nos lábios grossos de Sonia, Gilberto continuava comendo Alda que chupava o pau do marido. Fabiana gozou na boca de Sonia, Já era mais de 22 horas, quando Sonia foi embora, Alda levou ela na porta, se beijaram na boca, Sonia a olhou nos olhos, depois eu quero ficar só com você, Alda sorriu, vem amanhã que eu estou sozinha. Sonia sorriu, eu venho. Sonia foi embora satisfeita.

Sonia e Alda se tornaram amantes. Alda comia ela na casa dela. As duas nunca foram tão amigas quanto agora. Neiva quando estava em casa comia Sonia junto com a mulher.

Sonia uma noite me confessou que sentia falta da minha companhia, ficava excitada me contando tudo que fazia, só que gostava de me ver olhando tudo, gostava de dar na minha frente. Falei que sentia vontade de ver ela com Alda e Neiva. Ela falou que ia dar um jeito.
Continua.









ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.