"Os mais excitantes contos eróticos"


O Cunhado da amiga


autor: Paty18RS
publicado em: 21/07/16
categoria: virgindade
leituras: 52492
ver notas
Fonte: maior > menor


Aqui estou eu novamente...
Sentada na cama de minha amiga, e tendo que olhar ele nos olhos.
Ele me olha diferente.
Talvez de um jeito que sei, nunca experimentarei igual.
O Cunhado da minha amiga, casado com a irmã dela.
Ele me quer! Eu sinto, eu vejo, eu sei que quer.
Passamos a tarde falando besteiras, jogando e rindo.
Ele é hilario e uma ótima companhia apesar de ser 10 anos mais velho que eu. Eu tenho apenas 14 anos, e ainda sou virgem, mas cada vez que vejo ele molho minha calcinha como uma puta depravada.
Hoje tudo foi diferente, quando minha amiga me deixou sozinha com ele. Estava sem Internet em minha casa e pedi para fazer downloads na casa dela, ela permitiu mas me disse que precisaria sair com sua mãe e voltaria somente ao fim da tarde.
Ao ouvir o cadeado do portão fechar, ele apareceu.
Sentado na minha frente com aquele olhar de sempre.
Ele quer me dizer alguma coisa... ele levanta e vem até mim. Olho ele nos olhos, ele para em pé em minha frente, fico muda, mas ele parece saber que estou concordando com tudo, me entregando para ele.
Ele abre o zíper e puxa seu pênis duro e grosso. Fico vermelha, mas antes que eu pudesse pensar em algo, estou gentilmente abrindo minha boca e colocando a língua.
Minha calcinha molha e minha buceta 'pisca'. Conforme vou chupando seu pau, ele segura meu rosto e olha para mim, como se olhasse pra uma escrava que conquistara.
Quando paro, suas mãos grandes deslizam pela minha nuca e me arrepio, ele se ajoelha à minha altura e beija minha boca...
Forte, bruto, mas gostoso.
Sua outra mão desliza pela minha coxa. Ele a pega forte, e no ritmo passa de minha boca à lamber meu pescoço e minha orelha. Ele enche sua mão no meio das minhas pernas, e sorri ao me ver excitada. Tira minha blusa e desliza sua língua do pescoço ao peito, alisa meus seios enquanto morde gentilmente. Enquanto beija minha barriga, tira minhas calças e calcinha, beija minha virilha e desliza sua língua molhada em minha bucetinha. Me morde e me chupa de um jeito que me causa arrepios que nunca senti.
Então de um jeito brusco me vira pelo braço e me joga de bruços no sofá, morde minha bunda e então fala no meu ouvido... 'você quer?' e eu respondo 'me fode'.
Ele cospe na própria mão e esfrega em minha buceta. O nervosismo não existe no momento de tesão, ele segurando sua pica, esfrega ela em minha bunda e coloca a cabeça na entrada de minha xaninha, ele empurra devagar enquanto puxa meu cabelo. Eu grito 'fode' e então não sou mais virgem... sinto o sangue da minha pureza escorrendo, e agora sou sua puta. Sou toda dele.
Ele então esfrega e penetra forte em mim... Quando sinto um frio na barriga e conheço a delícia do meu primeiro orgasmo no mesmo momento em que ele geme com sua voz grossa e enche minha buceta com seu leitinho quente... sinto sua porra escorrendo entre minhas pernas... e me sinto suja, má e satisfeita...
Gostaria de escrever mais para vocês, mas ouvi a buzina do carro dele aqui em frente.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.