"Os mais excitantes contos eróticos"


CHARUTO CUBANO Parte 1


autor: Amora
publicado em: 31/05/15
categoria: hetero
leituras: 3854
ver notas
Fonte: maior > menor


Mesmo após meu divorcio mantive uma boa amizade com a família de meu ex marido, principalmente com seu irmão e a sua esposa, afinal sou madrinha da filha deles.
Devido está ligação continuava frequentando a casa deles normalmente para visitar minha afilhada.
Já fazia dois anos que havia me divorciado e não era segredo pra ninguém que havia me tornado uma mulher safada, diferentemente de meus tempos de casada, porém meu compadre e minha comadre nunca me julgaram!
Em minhas visitas a minha afilhada acabei por conhecer Javier, um cubano de 37 anos que já morava no Brasil a 12 anos, Javier era amigo de meu ex cunhado e tinha uma filha da mesma idade que minha afilhada.
No dia em que conheci Javier me encantei a primeira vista, ele que fazia uma visita a meu ex cunhado e aproveitava para levar sua filha para brincar um pouco com minha afilhada.
Nesse primeiro contato conversamos pouco, mas poucos dias depois nos encontramos novamente, em uma apresentação da escola de sua filha e de minha afilhada.
No dia da apresentação pude notar que não era só a minha atenção que ele havia chamado, outras mães também o olhavam para ele com desejo, aquelas que eram casadas olhavam discretamente, as que estavam livres olhavam demonstrando interesse.
Após a apresentação Javier conversava com meu ex cunhado e decide comentar com minha comadre sobre a beleza daquele cubano, da cor do pecado com mais de 1,80 mt, corpo malhado, olhos esverdeados e um cavanhaque em seu rosto que completava seu charme!
Em meio ao bate papo com minha comadre, ela concordou que Javier era um homem belo e atraente, mas não confiava muito nele, porém não conseguiu explicar o motivo para falta de confiança e encerrou nosso papo dizendo que se eu estava interessada em Javier, ele também havia comentado que eu tinha despertado interesse nele.
Nosso papo havia sido finalizado pois meu ex cunhado e Javier se aproximavam de nós, quando Javier se dirigiu a mim para me cumprimentar, parecia ser íntimo de mim a muito tempo, com uma de suas mãos segurou firmemente minha cintura e em seguida deu um beijo em meu rosto ao fazer isso mal ele sabia que havia feito meu corpo esquentar todo.
Meu ex cunhado então me convidou para acompanha los a uma pizzaria, para continuar o papo aceitei e lá no restaurante, enquanto meu ex cunhado conversava com Javier e eu com minha comadre, eu e Javier trocávamos olhares discretos, as vezes até conversávamos entre nos quatro, mas foram poucas as vezes que Javier e eu conversamos, ficamos apenas na troca de olhar.
No momento de irmos embora minha afilhada insistia em dormir em minha casa, após muita manha ela conseguiu convencer seu pai a deixar ela dormir em minha casa, depois de conseguir convencer seu pai, foi a vez da filha de Javier começar a pedir o mesmo, mas sem sucesso.
Enquanto caminhávamos até o carro, Javier disse a sua filha que não a deixaria dormir com sua amiga naquela noite, mas que se ela se comportasse levaria ela e sua amiga (minha afilhada em questão) para o shopping no outro dia para passear.
Após conseguir acabar com a insistência da filha Javier se dirigiu a mim com aquele sotaque portenho e perguntou se não teria problemas em levar elas, respondi a ele que eu teria de perguntar aos pais dela primeiro, mas Javier disse que caso minha afilhada fosse gostaria que eu estivesse junto!
Sorri e perguntei se ele estava me convidando para sair?
"Claro que sí!" respondeu ele!
Novamente sorri e disse que sairia sim com ele e as duas meninas!
Após combinarmos local e horário, pegamos as crianças e cada um seguiu para seu destino.
No dia seguinte já próximo ao horário de sair coloquei minha afilhada para tomar banho enquanto separa minha roupa, naquele tarde não fazia calor então separei um macacão larguinho e discreto a calcinha também não era nada escandalosa!
Mas durante o banho me imaginei junto de Javier e fiquei com muito tesão e quando eu começava a me tocar pensando em Javier fui interrompida pela minha afilhada batendo na porta do banheiro, dizendo que iriamos nos atrasar!
Assim que sai do banho corri para trocar a roupa que havia separado para sair, a começar pela calcinha que agora seria uma fio dental, em seguida peguei uma calça jeans justa e de cintura baixa e uma blusa de alcinha com decote em V não muito cavada, estava mais sensual agora mas continuava um pouco comportada!
No local e na hora marcada nos encontramos, Javier estava muito charmoso, ele usava calça jeans e um camisão de botão, começamos a passear um pouco, pelo shopping, enquanto as meninas andavam em nossa frente conversando sabe se lá oque, eu e Javier aproveitávamos para se conhecer um pouco mais, conversamos um pouco sobre nossa vida, profissão e gostos, a cada minuto que conversávamos, mais meu interesse e meu desejo aumentavam por ele, seu sotaque me derretia ainda mais!
Enquanto caminhávamos entre os corredores do shopping, Javier estava sempre bem próximo a mim como já se fossemos íntimos, quando decide parar em frente a uma vitrine para olhar, Javier colocou uma mão em minha cintura e posicionou se atrás de mim, nesse momento meu corpo arrepiou todo!
Inclinei um pouco minha cabeça e olhei para Javier que deu um pequeno sorriso e disse "Bela roupa!" referindo se a roupa do manequim da vitrine, quem passa se por nós poderia jurar que eramos um casal!
Continuamos nosso passeio agora em direção ao parquinho do shopping, Javier continuava colado a mim enquanto as meninas seguiam na frente.
Já no parque, logo depois que minha afilhada carregou o cartão dos brinquedos ela veio me entregar o troco da carga do cartão, decide que era hora de tentar provocar discretamente Javier, então deixei propositalmente cair algumas moedas que minha afilhada me entregava.
Ao me agachar para pegar as moedas, eu sabia que minha calça iria abaixar e revelar a calcinha fio dental que eu usava!
Assim que me levantei e olhei Javier, estampava um sorriso sacana em seu rosto!
Enquanto as meninas brincavam eu e Javier conversávamos, mas agora não falávamos sobre trabalho ou gostos, falávamos sobre relacionamentos, mais especificamente pelo desejo de nos conhecermos mais a fundo!
Com nosso papo e o desejo declarado de nos, um pelo outro, não demorou para que rolasse o primeiro beijo entre nós!
Depois que as crianças brincaram, fomos os quatro a praça de alimentação, aonde o clima de romance entre eu e Javier continuava aumentando.
Mesmo com a presença das meninas em nossa frente, trocávamos pequenos gestos de carinhos e alguns selinhos na mesa.
As horas foram passando e fomos embora do shopping, Javier então nos convidou para ir até seu apartamento eu aceitei, liguei para os pais de minha afilhada e disse que iria passar mais um dia com ela, assim eles poderiam curtir mais uma noite do final de semana juntos e a sós!
Ao chegar em seu apartamento Javier mostrou rapidamente, me ofereceu um pouco de uma cachaça cubana e conversamos um pouco mais, e no meio desse nosso papo Javier disse ter comprado um apartamento a pouco tempo e pediu que eu avaliasse o para saber oque ele deveria fazer se revender ou alugar.
Marquei com ele uma data no meio da semana e voltamos a conversar sobre nós!
E assim que percebemos que as garotas já não vinham mais a sala para falar com nós, começamos a nos amassar no sofá!
Mesmo de calça jeans eu conseguia sentir o volume do pau de Javier!
Eu estava molhadinha e Javier me deixava ainda mais molhada, quando enfiava seus dedos pelas laterais de minha calça e puxava o fio de minha calcinha!
Já estava descabelada e tinha as mãos de Javier acariciando minha barriga por debaixo da blusa, quando fomos flagrados por minha afilhada, que cansada pedia para ir embora!
Javier saiu de cima de mim e eu sentei no sofá para arrumar meu cabelo, Javier se dirigiu a quarto da filha enquanto minha afilhada pedia para me apressar para irmos embora.
Quando Javier voltou do quarto da filha eu já estava de pé o aguardando para me despedir dele.
"Minha pequena dormiu!" disse Javier, enquanto aproximava se de mim!
"Durma essa noite comigo, minha cama é espaçosa!" dizia Javier já colado a meu corpo!
"Preciso levar minha menina, não posso fazer isso com ela aqui"! falei a Javier enquanto nossas bocas ficavam separadas por poucos centímetros!
Após terminar de falar, começamos a nos beijar, Javier sem cerimonias com uma das mãos apertou meu bumbum com vontade!
Depois daquele beijo longo, demorado e excitante fui para meu apartamento com o pensamento no meu belo cubano!
Do final de semana até o dia marcado de me encontrar Javier, conversamos por telefone todos os dias, mas não conseguimos nos encontrar antes do previsto, apesar do meu desejo de revê lo!
No dia marcado Javier me ligou cedo, e disse que provavelmente teria de desmarcar, fiquei um tanto apreensiva, mas após o almoço, ele me ligou e confirmou, me deu o endereço do apartamento e marcou as 16 horas comigo lá.
No horário marcado lá estava eu, desta vez com uma roupa mais simples, um vestido um pouco comprido mas com pano bem leve e sandália rasteirinha, Javier estava com uma calça de sarja e novamente com um camisão de botões, mas desta vez alguns botões estavam abertos, suficientemente para ver seu peitoral!
Cumprimentei o com um selinho e enquanto aguardávamos o zelador abrir o portão do pequeno edifício de 3 andares, Javier passou seus braços por minha cintura e me puxou para perto de seu corpo!
Encostei minha cabeça em seu peitoral e pude sentir seu cheiro de macho, me deixando toda excitada, depois coloquei minha mão por dentro da sua camisa e massageie sei peitoral peludo!
Após o zelador abrir subimos rapidamente até o segundo andar do edifício, e comecei a olhar os cômodos, Javier demonstrava uma grande impaciência, andando de um lado ao outro no apartamento, notando sua impaciência disse a ele que só faria mais algumas anotações e já poderíamos ir embora.
Coloquei minha agenda em um balcão que dividia a cozinha e a sala e comecei à anotar, Javier passou por trás de mim indo em direção ao banheiro, pouco tempo depois voltou e me agarrou por trás prensando me no balcão!
Olhei para trás e disse, "Calma amor!"
Sem me responder nada, Javier levantou meu vestido e com certa violência rasgou minha calcinha!
Apesar da brutalidade minha chaninha se umidificou toda e se lubrificou totalmente quando senti Javier sacar seu mastro, e bater minha bundinha a procura da entrada de minha grutinha!
Assim que me penetrou e começar a me estocar virilmente eu gritei!
Com uma mão Javier puxava meu cabelo e com a outra segurava meu pescoço!
A cada estocada firme eu gemia mais e mais!
Javier era bruto mas isso me excitava, ninguém nunca havia me pegado com tanta brutalidade!
Aos berros pedia que Javier não parasse e nem diminui se seu ritmo!
Meu tesão era tamanho que em 15 minutos já começava a ter meu primeiro orgasmo!
Após gozar, me debrucei sobe o balcão enquanto Javier com suas duas mãos em minha cintura continuava a me penetrar com vontade!
Depois de meus berros em meio a tarde daquele prédio pacato, por alguns minutos o único som daquele apartamento era da respiração ofegante de Javier e o som da minha vagina molhada que recebia aquela vara gostosa!
Após passar o efeito anestésico do meu orgasmo eu começava a voltar a sentir prazer!
Meus gemidos voltavam e Javier voltava a me penetrar com força total!
Em meio as fortes estocadas pedi para Javier mudar de posição! Mas ele não me deu ouvidos e continuou a me penetrar!
Minhas pernas já estavam muito doloridas, quando pedi novamente, e comecei à afastar um pouco o corpo e forçar ele a mudar de posição!
Javier recuou para podermos mudar de posição e então pude ver a vara que me penetrava, um pau cheio de veias com mais de 20 cm!
Inclinei a cabeça em direção ao pau de Javier mostrando minha vontade de abocanha lo! Mas ele segurou minha cabeça e em seguida me colocou sentada no balcão!
Javier me penetrou e agora ele poderia olhar minha cara de tesão de estar sendo fodida por ele e eu podia ver seu rosto com uma fisionomia de quem estava alucinado!
Eu voltava a gemer extremamente alto novamente, sentindo que eu estava cheia de tesão, Javier rasgou um pouco a parte de cima do meu vestido abrindo uma fenda maior na gola dele, expondo meus sutiã e consequentemente meus seios!
Após ele fazer isso meu tesão que já era grande se transformou em meu segundo orgasmo!
Javier continuou a me penetrar virilmente por mais alguns minutos até sacar seu pau e despejar sobre meu vestido seu esperma!
Após Javier gozar eu desci do balcão e pulei em seu colo e comecei a beija lo e dizer o quanto havia gostado!
Aquilo havia sido praticamente um estrupo consentido, porém muito exitante e sem tanta violência!
Depois de nos beijarmos muito, sai do apartamento sem calcinha e com o vestido rasgado e gozado!



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.