"Os mais excitantes contos eróticos"


CORNO BABACA.


autor: thecoach
publicado em: 31/08/16
categoria: traição
leituras: 57119
ver notas
Fonte: maior > menor



Meu nome é Laura, tenho trinta e dois anos e sou casada a doze com o Enzo também com trinta e dois. Nossa situação financeira é muito boa graças a herança do meu pai, temos muitos imóveis agrupados em nossa própria imobiliária e controlamos duas construtoras. Desde recém casados trabalhamos duro, eu ainda solteira muito novinha já era secretária do papai na nossa imobiliária e hoje sou a diretora, tudo passa por minhas mãos...é muito trabalho mesmo. O Enzo é mais folgado e não tem cargo específico no grupo, sua função é coordenar nossos interesses junto as construtoras que somos sócios e fiscalizar o andamento das obras em execução.
Eu e meu marido sempre tivemos uma boa vida, trabalhamos mas sabemos nos divertir, gostamos de viajar,conhecer lugares novos e aproveitar a vida. Enzo foi meu primeiro e único amor, nos conhecemos na faculdade e casamos cedo, no impulso de jovens apaixonados. Papai foi contra, na verdade sempre falou para mim que o Enzo era um babaca, que eu merecia coisa bem melhor, mas eu sempre fui a princesinha do papai, perdi minha mãe muito cedo quando eu tinha apenas dez anos e papai ficou viúvo com a missão de me criar. Fui educada com muito carinho e com todos meus desejos atendidos. Então quando resolvi casar com meu Enzo papai acabou concordando mesmo de nariz torcido...mas cuidou para que o patrimônio da família ficasse no meu controle, ele sabia que meu marido não tinha fibra para controlar as coisas, sabia que o meu Enzo era fraco e com uma personalidade para ser mandado, nunca mandar! Mas eu não sabia nada disso, apaixonada e encantada com o primeiro homem da minha vida achava ele lindo, forte e gostoso. Novinha eu conheci o sexo nos seus braços, e no dia que me entreguei ao Enzo ele foi tão amoroso e delicado que eu resolvi que seria dele para sempre.
No início do casamento o conto de fadas prosseguiu por uns dois anos, com o falecimento do papai eu me enterrei no trabalho com a responsabilidade de cuidar de tudo nos negócios. O Enzo continuou no seu ritmo lento me ajudando pouco e com seu estilo de ficar circulando por nossas empresas sem função definida e apenas cobrando dos outros a execução dos serviços, na verdade ele fica enchendo o saco dos funcionários e irritando os gerentes das construtoras dos nossos empreendimentos. Mas como o Enzo é meu marido e eu sou a poderosa dona de tudo todos engolem meu marido sem reclamar, toleram o chato porque precisam. Tudo isso, muito trabalho e a atitude do Enzo foram minando nosso casamento. O conto de fadas do início foi se transformando no casamento padrão que aflige a maioria dos casais, acaba virando uma sociedade entre homem e mulher onde existe as vantagens de se morar juntos, a divisão das despesas e o sexo ocasional e sem graça. Eu ainda me esforcei, tentei animar o meu marido. Sempre cuidei do meu corpo, mesmo com muito trabalho frequento academia, faço ciclismo nos fins de semana. Perdoem a sinceridade mas eu sou gostosa e sei disso porque percebo os olhares masculinos. Sou alta,morena clara com longos cabelos negros. Tenho biotipo de brasileira, seios médios para grandes, cintura fina e bunda bem feita, grande mas compatível com meu corpo. Minhas pernas são longas e bem torneadas por anos de academia. Minhas coxas grossas são de mulher tesuda mesmo. Me visto de maneira discreta é claro, mas mesmo assim minhas formas são bem visíveis e apreciadas. Na praia ou na piscina, quando estou de biquíni vou passando e os homens torcendo o pescoço, algumas vezes sendo repreendidos pelas esposas. Mas parece que o Enzo não percebe nada do meu corpo, nem os homens me olhando...parece um pateta mesmo!
Quando nossa intimidade começou a me decepcionar e o sexo virou uma sombra do que era antes eu aceitei como coisa dos anos que passam. Enzo muito relaxado no sexo já não era criativo e fazia sempre o papai e mamãe sem graça, sem vontade e com o pau a meia boca, sempre gozava rápido e eu ficava na mão. Quando comprei um vibrador para resolver meu problema percebi que o sonho estava acabado, mas aceitei como coisa da vida e não procurei mais o Enzo para sexo. De vez em quando ele vinha se insinuando e me dava um sexo deplorável que só servia para ele mesmo, pena que a vida é assim, mas fazer o que?
Com a situação íntima estabilizada na posição "devagar quase parando" tratei de cuidar dos negócios. As coisas estavam ótimas, os imóveis rendendo muito e nossas aplicações em empreendimentos cada vez maiores. Comecei a me reunir com os gerentes das construtoras para acelerar as obras, eu achava que demoravam muito e queria botar pressão nos engenheiros já que o Enzo que era quem devia fazer isso não estava resolvendo a situação. Apesar dos gerentes das construtoras já me conhecerem a muito tempo ficaram meio desconfortáveis na primeira reunião onde exigi resultados mais rápidos. Estavam acostumados com o meu marido que aceitava as prorrogações de prazos sem questionar. Fui dura com o Miguel e o Lucas, dois engenheiros experientes e gerentes nas construtoras, deixei claro que agora teriam que se explicar comigo e o Enzo seria apenas alguém me informando do andamento das obras. Miguel o mais político aceitou bem, mostrou concordar comigo e prometeu acelerar as obras organizando melhor os cronogramas. Lucas ficou meio chateado, disse que estava fazendo o melhor e deu um monte de desculpas para o atraso das obras, de chuvas constantes até falta de material. Dispensei os dois, mas o Miguel pediu para ficar mais um pouco, disse que tinha um assunto pessoal para tratar comigo. Lucas saiu de imediato, queria se livrar logo de mim. O que aconteceu nos momentos seguintes foi surpreendente e mudou a minha vida.
Quando Miguel se viu sozinho comigo se levantou deu a volta na minha mesa e me agarrou mesmo eu estando sentada na minha poltrona giratória. Assustada e por um momento sem reação senti um beijo na boca, senti o cheiro agradável do Miguel e minha boca ser invadida por sua língua audaz. Me recuperando empurrei ele com força, me levantei e perguntei:
-O que é isso Miguel? O que está pensando? Eu sou casada e nos conhecemos a tempos...você não tem vergonha?
Ele me olhou nos olhos e disse matador:
-Eu não tenho vergonha de te amar Laura!
E sem pudor algum me abraçou, forçou outro beijo enquanto apalpava minha bunda.
Alguma coisa aconteceu comigo, eu estava furiosa e envergonhada...estava mesmo com raiva mas não fazia nada para afastá-lo. Miguel manteve o longo beijo, usou bem a língua e suas mãos exploravam meu corpo sem parar. Senti suas mãos apertarem forte minha bunda, depois entrarem pela minha blusa e apalparem meus seios, desmanchar meus cabelos e neste instante notei minha língua buscar a língua do atrevido Miguel como se ela tivesse vontade própria.Logo a seguir ele enfiou a mão entre minhas pernas por baixo da saia e apalpou minha xaninha! Um alarme tocou na minha cabeça e eu empurrei ele com força, não bastou então chutei sua canela:
-NÃO MIGUEL! Agora basta e se retire...AGORA!
Ele olhou para mim e deu um sorriso cativante.
-Eu peço desculpas Laura, se não pude me controlar é porque você me atrai muito, tenho tesão por você a muito tempo e tenho pena de te ver casada com o babaca do teu marido...
Cortei ele na hora:
-Não fale mal do Enzo, ele é um bom homem, é meu marido e você trate de respeitá-lo...
Miguel ficou muito sério chegou bem perto de mim e disse:
Não seja falsa Laura, o Enzo não é homem para você, duvido que ele te satisfaça na cama, um mulher como você precisa de um homem forte ao seu lado. E só olhar para você e te pegar como peguei agora para saber que você não goza a muito tempo...
Fiquei envergonhada:
-Cala a boca Miguel!
Ele muito seguro como um macho de verdade:
-Eu vou telefonar mais tarde, não tenho mais nada a perder, quero te levar para jantar ainda hoje. Eu te respeito e gosto de você, acho que você deve pensar com carinho no que quer para sua vida...
Sorrindo abriu a porta da minha sala e apontando para a canela:
-Doeu muito Laura...mas valeu a pena!
Ele se foi, mas seu cheiro ficou na sala e em mim. Seu gosto na minha boca brincava com meus sentimentos. Sem dúvida Miguel é um homem bonito, alto moreno e com os cabelos ondulados. Usa um topete desafiador e tem o rosto bem marcado e masculino. Tem personalidade de vencedor e sabe ser educado com todos por isso é muito respeitado. Mas foi muita petulância me agarrar, nunca fui desrespeitada assim na vida e não estou acostumada com o que aconteceu, mas ...porque gostei tanto? Sim eu gostei não vou negar, mas tenho uma posição a manter, tenho responsabilidades, sou casada e não quero fofocas correndo pelas empresas...e agora?
Bom... ele quer jantar comigo, eu acho ele bonito e sei que está solteiro, até conheço a ex dele das festas nas empresas. Se aceitar estarei entrando em uma relação perigosa, nunca me passou pela cabeça ter um amante, mas por outro lado nunca pensei estar casando com um babaca como o Enzo. Que audácia do Miguel jogar na minha cara que sou mal comida...pior ainda porque é a pura verdade!
Quando ele telefonou a tardinha eu já estava resolvida. Marcamos em um lugar bem discreto e refinado. Tratei de enrolar o Enzo que já estava em casa dizendo que precisava rever os cronogramas das obras e que chegaria muito tarde em casa, ele nem se importou.
Quando encontrei o Miguel no restaurante eu não tinha mais ilusões, sou muito prática e já tinha aceitado, tenho um amante agora! Beijei-o na boca e agi como acho que deve agir uma amante em um encontro, era o primeiro, mas para mim o passo que cruzou o limite já tinha sido dado, eu e meu amante estávamos jantando...normal!
Não vou negar, jantei sem muito interesse na comida ou na conversa, Miguel querendo ser elegante foi prolongando o papo social até que eu sendo eu mesma:
-Miguel...meu querido. Me leva logo para o Motel!
Ele não mostrou surpresa, sorriu simpático e disse:
-Claro Laura, é o que quero também...gosto que você seja direta assim!
Já na suíte do motel eu não estava nervosa. Eu pensei que faria o papel de menininha assustada, que teria vergonha mas nada disso aconteceu. Será que meu subconsciente já esperava essa situação? Por outro lado Miguel,um prefeito cavalheiro me deixou bem a vontade. Pediu bebidas e aos poucos foi me beijando, acariciando e soltando minhas roupas. Quando fiquei só em lingerie e ele de cuecas percebi como ele podia ser carinhoso, bem diferente do que foi mais cedo no escritório era todo cuidadoso, não forçou nada tanto que tirou minhas roupas sem eu sentir. Miguel beijava bem, ou pelo menos seus beijos me conquistaram de imediato,sabia usar a língua para me causar sensações boas, puxava por uma intimidade forte como se fossemos amantes a muito tempo. Percebi seu pau forçando a cueca e me arrepiei toda, ele me abraçando e aquele pau duro roçando na minha vulva estava me deixando louca, quando ele me pegou por trás segurando com as duas mãos os meus seios eu pude sentir aquela pauzão pressionar minha bunda e o Miguel de propósito deu duas estocadas mostrando o que eu enfrentaria logo.
Devagar ele finalmente abaixou minha calcinha e tirou meu sutiã, eu tive prazer em ser conduzida por ele, Miguel comandava, com jeito e calma mas firme como o macho que domina a fêmea. Eu gostei, apreciei suas mãos fortes, uma atitude máscula e quando ele me deitou de costas na cama estava pronta para tudo. Quando ele abriu minhas pernas percebi seu olhar de aprovação para minha bucetinha bem depilada e não acreditei quando ele se enfiou entre minhas pernas e meteu a língua na minha intimidade. Senti o que não sentia a muitos anos, uma língua quente e molhada separar meus grandes lábios e massagear os lábios internos sempre escondidos e esquecidos, senti carinho e calma por parte do homem que queria me dar prazer e fazia questão de mostrar isso. Senti sua língua penetrar fundo no canal me causando tremores e logo em seguida quase me descontrolo toda quando Miguel usou sua língua no meu grelinho, deve ter feito de propósito, me lambeu e chupou usando a língua por toda minha vagina, até nas virilhas e se aproximando do rabinho mas demorou bastante para chegar no clitóris, e quando chegou encontrou meu grelinho saliente e durinho, fácil de ser excitado. Em minutos me levou ao primeiro orgasmo da noite, eu me soltei gemendo alto e tremendo toda... que sensação boa! A quanto tempo eu não sentia prazer com um homem... Peguei firme agarrando Miguel pelos cabelos e forcei seu rosto contra minha vulva que latejava de prazer, ele até mordeu de leve minha virilha causando uma sensação nova para mim, uma provocação de sentidos interessante.
Eu ainda estava ofegante quando sinto o Miguel pegar meus tornozelos e colocar minhas pernas em seus ombros, me puxando pelas coxas ele está pronto para penetrar minha bucetinha, ele vai me foder e neste instante eu me lembro que sou casada, penso no Enzo com um pouco de raiva, recordo rapidamente como tem sido minha miserável vida sexual e de repente sinto o cacete do Miguel me invadindo. Minha bucetinha bem molhadinha vai recebendo com alguma resistência o pau do meu amante, bem maior que o do meu marido, sinto a diferença enquanto vou sendo penetrada e vou sentindo minha xaninha se abrir para acomodar a estaca que abre caminho devagar mais com firmeza. Sinto quando Miguel bate no fundo das minhas entranhas, me retraio um pouco, não chega a doer mas a sensação é tensa. Meu amante inicia com pegada forte, tira o pau e mete rasgando com potência, movimentos rápidos e cadenciados. Eu começo a sentir sensações já esquecidas, me sinto possuída por um homem viril e logo estou sentindo um prazer intenso que se espalha pelo corpo inteiro.
Miguel é maravilhoso, não tem pressa e mantem o pique por muito tempo, eu já estou a beira de novo orgasmo e ele tira o pauzão e me vira na cama, ele é cuidadoso mas forte...me deixo dominar. Eu fico de bruços na cama e ele fecha minhas pernas, desse jeito penetra novamente minha xaninha por trás agora mais fechada pela nova posição, ele consegue enfiar fundo e me proporcionar mais prazer ainda, eu vou a loucura e em pouco tempo estou gozando, são múltiplos orgasmos mas eu não sabia, nunca senti isso antes...um orgasmo infinito me deixando descontrolada e toda trêmula, só então o Miguel se permite gozar e sinto seu leitinho morno invadindo o interior da minha bucetinha ...que sensação maravilhosa, chego a tremer toda e sinto impulsos de prazer por todo meu corpo, choques elétricos que sobem pela minha espinha e descem pelas minhas pernas.
Miguel continua me acariciando e me beijando, sinto suas mãos carinhosas por todo meu corpo e aos poucos o pico nervoso e a e tensão dos orgasmos vai dando lugar a um sentimento de calma profunda, a felicidade neste momento está ao meu lado, sou uma mulher satisfeita por esta noite...ao menos. Meu amante, um homem de verdade não parou por aí, percebendo minha carência e também realmente interessado em mim passa a noite me dando atenção, me cuidando e me satisfazendo, não sei quantas vezes ele me possuiu, me penetrou com muita virilidade e me levou a um estado de êxtase muitas vezes, a noite passou sem eu perceber e quando Miguel falou que era hora de irmos embora não acreditei que estava quase amanhecendo. Tomamos um bom banho, nos arrumamos e Miguel me levou até a imobiliária, depois seguiu para sua construtora.
Eu sempre chego muito cedo no escritório, mas naquele dia madruguei mesmo! Tive tempo de ordenar meus pensamentos.A realidade, a vida crua e nua cai como uma pedra na minha cabeça! Passei a noite com meu amante e agora percebo que foi uma noite apenas, não minha vida. Os problemas das empresas voltam logo para minha cabeça, e o Enzo meu marido parece ter crescido e o que era antes um probleminha sem graça é agora um problemão na minha vida! Já disse que sou prática e resolvo as coisas rapidamente então assim que minha secretária chegou mandei localizar meu marido e chamar ele na imobiliária.
Quando Enzo chegou aparentava a normalidade de sempre, bonachão e desinteressado entrou na minha sala:
-Oi Laura...tudo bem? Você saiu muito cedo hoje...
-Eu não saí muito cedo Enzo...eu passei a noite fora!
-Ahhh...voce ficou trabalhando a noite inteira?
-Não Enzo...sente-se! Quero falar sério com você.
Meu marido se atira numa poltrona e me olha sem expressão alguma...
-Olha Enzo, você é meu marido e não quero te enganar. Eu passei a noite com o Miguel, fomos para um motel e trepamos a noite inteira. Foi muito bom, me senti amada e querida e descobri que ainda sou muito interessante para um homem de verdade como o Miguel.
-O que?? Mas...Laura...
-Fique quieto Enzo! Escute! Você tem sido um cafajeste, não cuidou do nosso casamento, não me dá atenção e no sexo tem sido o babaca de sempre...sabe a quanto tempo eu não gozo na cama? Sabe quantas vezes tive que me satisfazer com o vibrador enquanto você dormia depois de me fuder por três minutos?
Foi então que o calhorda do Enzo mostrou o que era e que meu papai tinha razão:
-Olha Laura...se o sexo entre nós não está bom é problema teu, para mim está bom...se você quer dar para o Miguel foda-se, eu não ligo mas eu não me separo de você...e também não saio de casa. Vamos manter as coisas como estão, cuide para que os funcionários não saibam de nada...continuamos casados, para mim fica bom e pode foder com quem quiser...se acha o Miguel melhor que eu na cama, ótimo... ele que te foda como você quer!
-Que tipo de corno nojento é você Enzo? Então vai aceitar o Miguel como meu amante, vai engolir eu transando com outro só por comodismo? Acho que percebo agora que além de um babaca como meu pai avisou você nasceu para ser corno mesmo, você me dá nojo agora!
Ele não respondeu mas não estava nem envergonhado nem preocupado, estava como sempre sendo o babaca do Enzo, nada mais nada menos...
Depois disso a situação se estabilizou. Continuei morando com o Enzo, achei melhor não arriscar um escândalo na sociedade que poderia prejudicar os negócios. Papai sempre dizia que os negócios vem primeiro, ele sempre estava certo! Com o Miguel tenho um relacionamento gratificante, ele é insaciável no sexo e eu sou a mulher certa para ele, tenho anos de atraso para tirar. Agora com Enzo tenho apenas a típica relação entre esposa e corninho. Ele evoluiu no seu papel, agora faz questão de saber em detalhes como o Miguel me come, também já deixou escapar que gostaria de ver o Miguel me comendo... eu vou levando o Enzo e sua patética existência...é minha vingança!





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.