"Os mais excitantes contos eróticos"


Ferias com o Carioca


autor: Morena Perfeita
publicado em: 20/08/15
categoria: hetero
leituras: 3456
ver notas
Fonte: maior > menor


Férias de verão
Fui passar uns dias no apartamento de uma amiga, em frente a praia de Copacabana. Chegando lá, fui muito bem recebida por ela e seu namorado, me apresentaram alguns amigos, nada que eu achasse interessante, resolvi então caminhar no calçadão, a noite estava linda, estrelada e havia muitos policiais patrulhando.
Eu estava de shorts curto azul claro e top branco, ambos colados ao meu corpo, cabelo amarrado com rabo de cavalo, escutava o som no celular enquanto admirava a praia, e a beleza da noite. Enquanto eu caminhava observava que alguns lugares eram bem silenciosos e outros bem movimentados, e que das vezes anteriores que fui não eram do mesmo jeito, sempre tinha movimento na rua. Continuei a caminhar, parei para tomar um suco, avistei um homem lindo, loiro, olhos claro, todo tatuado, braços fortes, boca carnuda, nossa, me chamou atenção o tamanho daquele homem. Bebi meu refresco e voltei a caminhar, agora em direção ao apartamento, pois para minha coincidência o gatão também estava indo, liguei minha música no último volume e comecei a correr de vagar, chegando no portão do prédio, eu estava sem a chave, interfonei para que minha amiga viesse abrir o portão, mas quando ela disse está descendo ouço uma voz por traz de mim dizendo, já não precisa mais, o portão está aberto, me arrepiei toda com aquela voz, engoli a saliva e virei, era o gatão loiro.
-Oi, você não mora aqui pelo jeito né. Disse ele
-Não, é só umas férias, curtindo um pouco. Respondi a ele
-Ah mas que legal, pelo visto é de São Paulo né, e você está no AP da Laura?
-Sim sou de SP, estou sim, você a conhece?
-Claro, moro de frente ao AP dela, vamos subir?
-Sim vamos, ela é uma boa vizinha? Quando morávamos juntas dávamos muito trabalho. Eu disse rindo
-É sim, não tenho do que reclamar.
Subimos, nos apresentamos e fomos cada um pro seu apartamento.
-Nossa Laura que vizinho mais lindo, eu dizia eufórica
-Mas você já conheceu o Rodrigo? Era ele que eu ia te apresentar amanhã, sua apressadinha.
-Foi o destino que quis se adiantar, e a caminhada no calçadão também ajudou.
Rimos e conversamos um pouco a respeito do Rodrigo, Laura me disse tudo que eu deveria saber sobre o gato, que ele queria a mesma coisa que eu, curtir as férias e aproveitar o momento.
No dia seguinte, por volta das 8:00 da manhã, resolvi caminhar e dar um mergulho no mar, afinal eu queria voltar dessas férias mais bela do que nunca.
Lá estava Eu, de biquíni branco fio dental, tanguinha amarrada na cintura e cabelos soltos ao vento, fui andando de vagar até a beira do mar, tirei minhas sandálias e tanga, coloquei em um local seco e fui pro mar, a água estava belíssima, mergulhava, me sentia uma sereia no mar, ia cada vez mais pro fundo nadando e mergulhando, quando voltei pra beira da praia na achei minhas coisas, fui no quiosque perguntar, ninguém tinha visto, já assustada vejo Rodrigo de sunga branca com risca preta me chamando, e dizendo que está com ele meus pertences, fui de encontro a ele com o coração batendo mil por horas e as mãos trêmulas. Estava nervosa pela situação e por ver aquele pedaço de homem, esculpido e moldurado na medida perfeita.
-Nossa Rodrigo, que susto, pensei que tinha sido roubada.
-Bom dia linda, estava vendo você pela varanda e não resisti, tive que descer e ver pessoalmente, parecia uma cena de filme, você mergulhando.
-Bom dia, você estava me observando nadar?
-Sim, de início essa tatuagem tribal pegando toda sua perna esquerda me chamou a atenção, pois tinha visto ontem só uma parte, agora que estou vendo desde onde ela começa, vejo que valeu a pena descer e ver de perto.
-Você também tem belas tatuagens Rodrigo, disse eu meia sem graça.
Curtimos mais um pouco do mar pela manhã, fomos para uma lanchonete tomar café da manhã. Rodrigo não tirava seus olhos de mim, me secava por inteira, e também não disfarçava, eh via nitidamente seu olhar fazendo curvas enquanto caminhava pelo meu corpo, sua boca salivava, eu então fiz o mesmo com ele, só que tocando em seu corpo, passava as mãos pela suas costas e dizia quão grande e forte ele era, passava as mãos em seu peitoral forte e todo tatuado e dizia que parecia o Hulk, passei ao mãos em suas perna e disse que ele parecia um jogador de futebol com aquelas pernas fortes e saradas.Rodrigo se arrepiava todo enquanto eu falava e tocava em seu corpo.
Fomos para seu apartamento, onde ele me pos contra a parede e começou a beijar meu corpo
-Que delícia de corpinho todo salgadinho pela manhã. Dizia ele enquanto me beijava
-Nossa Drica, você está maravilhosa, o gosto da sua pele com o salgado do mar, fez uma mistura excelente. Disse ele tirando meu biquíni.
Rodrigo me beijava e chupava loucamente, parecia uma criança com um doce, beijava minha boca acariciando meus seios, ia pro pescoço, mordia levemente cada parte do meu corpo, ia deslizando pela minha barriguinha sexy até chegar na grutinha, onde ele ficou chupando por muito tempo, me fazendo gozar e gemer, me contorcer puxando seus cabelos, ele fazia movimentos enlouquecedores com sua língua, quando colocou seu dedinho dentro então, me fazia urrar de prazer, ele me maltratava, me chupava toda, me fazia gritar de prazer, abaixou sua sunga, me encaixou eu seu colo e me levou pro seu quarto, onde me chupou até eu gozar novamente em sua língua, ao sentir minhas pernas já trêmulas ele me deu seu cacetao, não fez de rogado e enfiou todinho em minha bucetinha, ele estocava com força, batia em minha bunda e me fazia delirar de prazer, quando Rodrigo sentiu que eu já havia gozado novamente, me colocou de lado e meteu com mais força em minha grutinha, puxava meus cabelos e beijava minha boca, mordia meu pescoço, eu gemia de prazer, gritava e pedia para que ele metesse com mais força, quanto mais eu pedia mais sentia que seu gozo estava próximo, então eu comecei a gemer em seu ouvido e o Rodrigo explodiu em um gozo frenético, foi seu gozo pra todo lado.
Deitei em seu colo e comecei a beija-lo, enquanto sentia sua respiração ofegante, beijava seu pescoço, arranhava levemente seu peitoral o deixando mais calmo, fomos então para o banho, onde Rodrigo já revigorado me sentou na pia, e sem pensar duas vezes enfiou seu cacete em minha grutinha, colocou minhas pernas em seus ombros e metia com força, dava fortes palmadas em minha Bundinha enquanto mordia todo meu pescoço, novamente gozamos juntos, já embaixo do chuveiro eu chupava o pau de Rodrigo, era enorme, não cabia todo na minha boquinha pequena, então eu lambia e mordiscava o que eu conseguia, Rodrigo me olhava com cara de tarado, me puxando pelos cabelos me abraçou e me beijou dizendo não ter forças pra sair de casa, que o dia seria todo pra nos dois.
Passamos o dia todo trancados no apartamento, e minhas férias eu curti com o meu carioca, nos vemos de 15 em 15 dias, nossa atração não foi só por uma férias de verão.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.