"Os mais excitantes contos eróticos"


O Cliente Safado


autor: Camilinha
publicado em: 01/04/17
categoria: hetero
leituras: 5926
ver notas
Fonte: maior > menor


Como muitos sabem aqui, trabalho em um grande escritório de minha cidade. Lá atendemos diversas empresa e eu fiquei com um cliente muito difícil, dirigido pelo seu Oswaldo. Um senhor de uns 50 anos de idade, grisalho, com uma barriguinha saliente, mas que sempre olhou pra todas do escritório com safadeza e vive cantando nossas funcionárias.

Acontece que um dia tivemos um problema em um balanço onde contas foram deixadas de fora do demonstrativo e o cliente veio até o escritório pronto para nos dispensar. Meu chefe marcou uma reunião com ele onde estávamos só nós três.

A reunião foi tensa e cheia de acusações. Até que o cliente disse ao meu chefe que iria nos dar uma chance se eu ficasse diretamente envolvida nos processos de correção e cuidasse pessoalmente das contas da empresa a partir de agora. Concordamos com isso para o bem de todos e foi marcada uma reunião com o cliente no final da tarde para iniciarmos os trabalhos.

Na hora marcada ele chegou e veio até a minha sala, mostrei a ele todas as correções já feitas e ele ficou muito satisfeito com o trabalho, porém disse que tinha algumas objeções e que queria que refizéssemos o trabalho de um ano inteiro para deixar tudo da forma que ele queria, a não ser que eu fizesse um pequeno favor para ele.

Ao dizer isso, afastou-se da mesa e pude ver que estava com o pau duro debaixo das calças.

Entendendo o que o safado queria e vendo que isso deixaria minha equipe e meu trabalho em situação mais confortável, dei a volta na mesa da sala onde estávamos, fechei as persianas e tranquei a porta. Então sentei na frente dele, a saia subindo pelas coxas e mostrando levemente a calcinha para ele perguntei enquanto mordia a ponta da caneta: “e que favor é esse?”

Ele respondeu indicando a ereção: “não posso sair daqui desse jeito, você precisa me ajudar a baixar isso aqui. Mas te digo que não será tão fácil.”

Sorri para ele safada, enquanto acariciava seu pau (surpreendentemente grosso) sobre a calça e beijava sua boca. Então perguntei: “o senhor quer só uma mãozinha então?”

Ele disse: “eu não posso pedir mais do que isso, posso?” - Retribuindo ao meu beijo.

Abri o zíper da calça dele, lambendo sua orelha e roçando meu decote na cara dele. Acariciei seu pau já fora da calça e disse: “depende, se eu for muito boazinha, o senhor vai me recompensar?”

Ele respondeu, relaxando na cadeira: “Só recompenso putas. Essas eu recompenso bem! Meninas boazinhas eu não gosto!”

Eu ri e ele percebeu que estava em frente a uma bela puta, e que ia se divertir muito comigo. Então, tirei a minha blusa de vagar abrindo os botões, sem parar e brincar com o pau dele, olhando-o nos olhos.

O sutiã foi em seguida, revelando meus seios. Ele tentou tocar mas afastei as mãos dele e lhe dei um tapa na cara. Em seguida, puxei-o pelo cabelo, com o rosto entre meus seios, deixando-o cheirar, lamber e chupar. Gemi baixinho quando senti a língua gostosa dele e continuei a masturbar aquele pau duro e grosso lentamente, acariciando-o até o saco e voltando.

Sentei então na mesa em frente a ele, tirei as sandálias que usava e a meia calça e passei a acariciar seu pau com os pés, colocando-o entre o dedão e os outros dedos, massageando bem gostosinho enquanto puxava os laços da calcinha, removendo-a. Joguei a calcinha sobre o rosto dele. Ele cheirou e sorriu safado, dizendo que tinha cheiro te puta, do jeito que ele gostava.

Subi a saia e a removi pela cabeça, ficando peladinha, de pernas abertas ali, massageando o caralho dele com o pé e me tocando de vagar pra ele ver.

Ele salivava como um lobo prestes a atacar e meu tesão crescia ao sentir aquele pau latejando aos meus toques. Então, me ajoelhei diante dele e passei a lamber e beijar seu saco enquanto o masturbava, depois invertendo e chupando seu pau enquanto acariciava suas bolas. Arranhava seu peito, já que ele abriu a camisa logo que me ajoelhei, e encarava ele nos olhos.

Ele não resistiu e gozou forte e quente, enchendo minha boca de porra.

Olhei pra ele satisfeita com o leitinho enquanto o engolia e notei que o pau ainda estava duro na minha mão. Então, deitei na mesa, as pernas abertas, passando o dedinho na buceta e chamei ele: “Vem! Tua puta tá esperando mais!!!”

Ele sorriu safado, terminou de se despir e começou a me chupar lentamente, indo com a língua da buceta até os seios, me deixando louca. Eu nunca havia sido chupada assim. Penetrou minha buceta com dois dedos, atingindo direto o ponto G, me fazendo gemer alto. Então tapou minha boca com a mão livre e introduziu o anelar no meu cuzinho enquanto lambia meu grelinho e me fazia explodir em uma gozada forte que me fez tremer por vários minutos. Eu estava fora de controle.

Ele simplesmente ignorou meu primeiro orgasmo, continuando com a chupada, dessa vez ainda mais forte, a mão ainda, tirando a mão da minha moca e me dando seus dedos pra chupar. Eu gemia, chupava aqueles dedos com vontade, rebolava na cara dele, sentindo seus dedos me possuírem inteira e não demorei para gozar uma segunda vez, novamente forte e intenso.

Então senti aquela rola me penetrar, ele me beijou e meteu fundo, quase me rasgando pela grossura do pau. Eu gemi e ele me beijou de novo, depois beijava e mordia meus seios enquanto me penetrava de vagar, socando gostoso em mim. Amigos, aquele coroa sabe foder!

Eu delirava, pedia mais, dizia pra ele meter em mim, gritava obscenidades enquanto ele socava e me fazia sentir milhares de sensações gostosas a cada segundo. Logo ele anunciou que ia gozar de novo e escolheu meus seios para finalizar. Terminei com uma punheta caprichada, recebendo um banho de leite nos seios.

Nos limpamos e nos vestimos, ele me deu um número de telefone novo e disse que agora eu seria a puta dele e que iria me recompensar muito por isso.

Acariciei seu pau e lhe dei um beijo gostoso na boca dizendo: “mal posso esperar!”

E assim, dei para um cliente do escritório, gozei gostoso e ganhei um novo pau amigo pra me foder e ainda me encher de presentes!

Como adoro ser safadinha assim!

Beijos e muitas lambidas!!!

Camilinha.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.